Congresso da Liberdade

VEJA DENTRO >>
CONGRESSO DA LIBERDADE
de L. Ron Hubbard
Séries de Conferências
PREÇO: $225.00
ENVIO GRATUITO
Quantidade:   


ADICIONE AO CARRINHO>>
SELEÇÃO DA LÍNGUA:
Castilian (Español (España)), Chinese Traditional (中文 (台灣)), Danish (Dansk), Dutch (Nederlands), English (English), French (Français), German (Deutsch), Greek (Ελληνικά), Hebrew (עברית),...
Castilian (Español (España)), Chinese Traditional (中文 (台灣)), Danish (Dansk), Dutch (Nederlands), English (English), French (Français), German (Deutsch), Greek (Ελληνικά), Hebrew (עברית), Hungarian (Magyar), Italian (Italiano), Japanese (日本語), Norwegian (Norsk), Portuguese (Português), Russian (Русский), Spanish (Español), Swedish (Svenska)


SINOPSE

Embora tivessem decorrido apenas alguns meses desde o seu Congresso anterior, este próximo simplesmente não podia esperar. L. Ron Hubbard chamou-lhe Congresso da Liberdade porque começou no dia 4 de Julho – Dia de Independência da América – e porque o congresso iria abordar a liberdade de confusão humana. Especificamente, a aplicação dos CCHs estava a alcançar um novo nível de ganho de caso. Com ele, um auditor perito poderia processar uma criança num dia, uma pessoa em coma, um completo psicótico e mais importante, uma pessoa em muito boa forma. Havia no entanto uma situação difícil. A eficácia dos CCHs dependia do próprio caso do auditor e do nível de tom – ou seja, Tom 40. Como poderiam, então, os processos eficazes alcançar todos os casos e serem aplicados numa escala alargada, se cada auditor precisava primeiro de avançar o seu próprio caso até Clear? A resposta revolucionou o treino e o processamento: Os Exercícios de Treino de Doutrinação Superior (TRs). Quanto ao que estes significavam para cada Scientologist – era muito mais do que simplesmente ensinar uma habilidade de auditor, estes exercícios faziam, literalmente, um “Clear sintético”. E isso é apenas o começo daquilo que vai ouvir. Porque quando a Doutrinação Superior sobe ao palco no Congresso da Liberdade – chega com um estrondo! No topo da Escala de Tom, Tom 40 – ao vivo e com provocação! Aqui não está apenas a execução correta destas perícias, mas todo o humor inerente ao treino do Sr. Hubbard – num congresso tão vivo que você terá de estar sempre a lembrar-se que aquilo não é apenas diversão!

DESCRIÇÃO COMPLETA

Vamos ter um congresso quase de imediato.

Vamos chamar-lhe o Congresso da Liberdade porque começa a 4 de Julho de 1957 e porque é sobre a liberdade da confusão humana. – L. Ron Hubbard

Assim surgiu o anúncio do Sr. Hubbard na edição de Junho da revista Ability. E a data não podia ser mais apropriada. Porque o que estava prestes a soltar-se era uma liberdade que os Pais Fundadores da América que assinaram a Declaração da Independência em 1776 não poderiam ter imaginado.

Quanto à urgência – “quase imediatamente” – o Sr. Hubbard já tinha entregue dois Congressos e dois Cursos Clínicos Avançados nos últimos seis meses. Além disso, ele tinha regressado recentemente de Londres, onde tinha dado os últimos retoques no seu livro mais recente: Tudo Acerca de Radiação. No entanto, apesar das manchetes que esse livro estava a gerar – em termos de sobrevivência nacional no aqui e agora, a sua pesquisa da radiação tinha de facto produzido uma descoberta técnica ainda mais relevante para a salvação eterna: Controlo, Comunicação e Havingness (CCH).

A sua importância como processo não podia ser exagerada. Estes proporcionavam a entrada crucial para pôr todos os casos a avançar para cima, e tudo isto teve origem na compreensão de quanto o homem moderno tinha descido:

“Se nós antes pensávamos que uma pessoa era 10 por cento thetan e 90 por cento corpo, provavelmente estávamos a falar sobre pessoas que deslizaram para Scientology. Nós não estávamos a falar do público.

“Não são 10 por cento/90 por cento, seria algo como uma centésima ou milésima de uma percentagem de thetan e o resto seria corpo e circuitos. Apenas existe uma quantidade de ser suficiente para dar energia à maquinaria.”

E era aí que se encontrava o problema. Porque, como ele acrescentou, com tão pouco thetan presente no preclear, a eficácia dos CCHs dependia em grande medida do auditor:

“Isto depende bastante de vocês serem capazes de fazer com que eles colaborem com a coisa correta a fazer, a partir de um nível de tom suficientemente alto, para que eles não possam resistir a isso por meio de circuitos."

Portanto, além da perícia de audição, estes processos dependem em grande medida do nível de tom do auditor, do estado do seu próprio caso. Por um lado, isso não era um problema novo e o treino de auditores tinha desde há muito incluído o processamento dos seus próprios casos com as técnicas mais recentes. Nos primeiros anos, os auditores por vezes eram restimulados pelos engramas dos seus preclears. Mas agora, com CCH – processos tão poderosos que poderiam resolver qualquer caso – essa restimulação do auditor atingiu um nível totalmente novo. Além disso, como o Sr. Hubbard descobriu, essa restimulação do auditor na verdade impedia-o de alcançar resultados com os seus preclears. De facto, a entrega de CCH requeria que o caso do auditor estivesse num nível muito elevado – nomeadamente, Tom 40 – um Clear!

Era essa a situação: como processar auditores suficientes até Clear para que esta tecnologia pudesse estar amplamente disponível. Como ele rapidamente descobriu, isso não era possível:

“Era preciso começar com um ou dois ou três. E de vez em quando, os auditores sugeriram-me que eu auditasse alguém até ao estado de Clear, e depois fizesse com que esta pessoa auditasse duas pessoas, e depois cada uma delas auditasse duas, e estaria tudo preparado. Bem, isso é muito bom, não há nada de mal nisso, exceto que não é exequível; não iria funcionar. Quando tivessem avançado cerca de quatro pessoas algo ter-se-ia perdido pelo caminho.”

No entanto, o Sr. Hubbard de facto resolveu este problema. Além disso, era uma grande descoberta que iria colocar Scientology numa rota completamente nova e revitalizar o treino de auditores para sempre: Exercícios de Treino de Doutrinação Superior (TRs):

“São treze níveis de perícias, cada uma mais avançada do que a anterior, que culminam num auditor que age como um Clear.

“Estes níveis de treino fazem, quando administrados minuciosamente, um Clear sintético sem impedir, no entanto, que a pessoa possa ser auditada completamente até Clear.”

Foi isso que L. Ron Hubbard levou ao Congresso da Liberdade. E se o Shoreham Hotel já tinha assistido a muitos Congressos de Scientology, nada se podia comparar a este – pelo menos quando o Sr. Hubbard foi para o palco e demonstrou o Tom 40, Intenção sem Reservas. E nesse ponto isto era uma coisa que nenhum Scientologist tampouco tinha visto!

Porque embora ele tivesse trabalhado desde 1950 para aperfeiçoar os procedimentos de modo que todos os auditores pudessem alcançar os mesmos resultados na audição deles, aqui estava a histórica realização desse objetivo.

Por outro lado, embora os americanos o celebrem há poucas centenas de anos, o 4 de Julho será agora eternamente celebrado por uma razão inteiramente diferente. Porque foi o dia em que L. Ron Hubbard ofereceu os meios para libertar todos os seres da Terra.

Congresso da Liberdade
PREÇO: $225.00
ENVIO GRATUITO
Quantidade:   

ADICIONE AO CARRINHO>>
O Seu Preço $225.00
ENVIO GRATUITO
Quantidade:    
ADICIONE AO CARRINHO >>